(Letra: Gilson Sena / Música: Kalterium)

Em guarda já estou
A luta vai começar
Munido e bem atento
Não vou retroceder

Morte, feridas, destruição
O mundo é o berço da destruição
Crianças nas ruas estendem a mão
A guerra é santa na televisão

Não vacilar e em Deus vou confiar
Acreditar que vai mudar
Em frente andar, nunca recuar

Valores trocados estão
Preços em ascensão
Pior cego é o que não quer ver
O ódio que insiste em crescer